sexta-feira, 18 de junho de 2010

Por onde andam Os Estrangeiros?

Saber por onde andam Os Estrangeiros nunca é exato, pois a dupla anda sem um rumo determinado. Quando digo rumo, falo de coordenada geográfica, pq aonde querem ir, isto eles sabem. Talvez a maior das certezas destes dois andarilhos sejam o que gostam de fazer e os sonhos que tem de conhecer tudo que encontram pelo caminho.
A mente aberta é uma virtude, como já expliquei no post que fiz sobre estes... Os Estrangeiros. Tanta curiosidade sobre eles me brota diariamente, pq sempre penso no que eles estariam trabalhando ou vivendo. Carinho é a palavra mais certa do que sinto por eles, amigos que estão distantes pelo mapa, mas pertinho... em nossos corações, em nossas reflexões, comentários, em tudo que nos faz lembrar deles. No meu caso, penso neles diversas vezes por semana, especialmente por existir uma ponte espiritual nisto que eles estão construindo. Eles dizem que fui um dos maiores incentivadores, mas eu acho mais justo pensar que apenas reforcei... "façam o que o coração pede!O tempo não volta, e o arrependimento de coisas que não fizemos bate a porta... pede pra morar." Arrependimento é sentimento que não tem cura, a solução tem espaço temporal exato. Usem-no! Foi isto que disse a eles, e parece que levaram a sério. Estes dias encontraram outro irmão de viagem, um ciclista com mesma idade que eu, mesmos sonhos, talvez. Sempre é tempo para sonhar, para buscar...Encerro este post sem saber exatamente onde andam Os Estrangeiros, mas reafirmo que um dos lugares onde poderiam ser encontrados, é dentro do meu coração, por gratidão, amizade, admiração. Quer saber pq ? Bom, leia um dos últimos trabalhos deles, e entenda.
Um grande abraço aos Estrangeiros e continuem assim... especiais.
Roberto Furtado