domingo, 13 de junho de 2010

Concluído o Audax 300 km SA em Porto Alegre

Claudio voando...

Momento de reenergizar forças, já pertinho de POA.

Alguns formaram grupos sólidos.

Alguns pedalaram sozinhos nesta longa estrada.

Nathália e Bagatini aproveitando o passeio.

Klaus em sua reclinada de bamboo!

Depois da descida tem subida, ou vice-versa.

Sem dúvida alguma, foi um final de semana de ansiedade... em plena confusão entre a previsão do tempo realizada por meros mortais, e a definição climática imposta pelos deuses, houve receio e medo de que a chuva pudesse eliminar o sonho de muitos ciclistas. Durante a noite em Porto Alegre choveu... e choveu bastante. As 4 horas da manhã me acordei com a chuva e comecei a pensar nos colegas. Custei a pegar no sono novamente, mas acordei definitivamente as 6:40 para ir fazer as fotos. Enquanto eu estava no conforto da cama, os amigos pedalaram... e no fim é isto que faz deles grandes, tanto que sentarão, um dia, ao lado de netos ou jovens de seu convívio e contarão a história em sua versão. Nenhuma história será igual a outra, pois somos todos diferentes, o observador ou vivente é sempre o diferencial da história descrita. Agora o que podemos descrever como igual em todas as histórias, serão alegria, cansaço e o entusiasmo de uma próxima oportunidade.
Tomei café sem pressa, saí de casa e peguei a estrada... refazendo o trajeto invertido, e desta forma faria as fotos dos colegas na ordem dos mais adiantados em relação aos tempos. Para minha surpresa encontrei o primeiro, sozinho, as 8:40, já saído do último PC e rumando rápido para a BR-290. Fiquei meio surpreso, pq o clima não ajudava muito e é difícil manter médias altas com pouca visibilidade, mas Claudio dos Santos Silveira vinha em firme ritmo, e finalizou a prova com tempo bem próximo de 12 horas. Os tempos oficiais serão informados pela Sociedade Audax, portanto peço que confirmem quando for emitida a tabela de tempos. Os ciclistas seguintes estavam quase chegando no último pc, por volta das 9 horas da manhã. Depois não vi mais ninguém por um longo trajeto, apareciam pouco a pouco já nas proximidades de São Jerônimo e General Câmara, na sequência nas imediações de Santo Amaro. No PC localizado no pesque pague panorama, estavam alguns em repouso e alimentação/hidratação, e restavam poucos para chegar ali. Fiz fotos até 6 km antes deste PC, quilometragem aproximada de 109 km, e fui retornando, fazendo fotos ficando atento aos colegas e ao celular. Retornei para casa e comecei a olhar as imagens, fiquei bastante satisfeito com o resultado e lembrando como é viver uma experiência destas. Gostaria de frisar mais uma vez, a merecida valorização do voluntários que passaram a noite acordados e permaneceram acordados até o fim da prova. Muitos ficaram mais de 24 horas acordados apenas para tornar viável o sonho de pedalar de amigos. No papel de fotógrafo fiquei com a melhor parte, fiz fotos e fiquei no máximo 5-6 horas na estrada, a km total no odo do meu carro, apenas 260 km, muito menos que os ciclistas e demais voluntários fizeram.
Antes que alguém sugira... a primeira foto, do ciclista Claudio dos Santos da Silveira, não é photoshop. O ciclista focado em fundo borrado é técnica fotográfica. Fiz apenas uma foto assim pq o conceito não é bem o da proposta, embora fique sugestivo que o ciclista esteja bem rápido. É verdade que ele estava, mas não tanto assim para produzir o efeito. O efeito é gerado apenas por uma combinação de velocidades certas.
Parabéns e obrigado a todos.

Texto e fotos: Roberto Furtado