segunda-feira, 3 de maio de 2010

Gramado - Porto Alegre












No final de semana estive em Gramado, como descrevi em "Larga na banguela". No sábado fiquei envolvido na prova em que minha esposa e minha cunhada participariam. Acompanhei minha esposa, e fiz o trajeto com ela, ela correndo, e eu de bike. A tarde foi a vez da irmã dela, e não conseguimos chegar antes dela, pq em gramado também tem engarrafamento, acredite. Gramado surpreende pela limpeza, relativa organização em relação ao padrão das cidades brasileiras, e ao estilo como um todo. Realmente parece o que dizem, parece pertecer a um País Europeu. Não me ligo muito nestas coisas... acho que é uma questão de gosto, prefiro ambientes mais naturais. Pela noite procuramos onde ficar e fomos jantar. Jantamos muito bem em uma conhecida galeteria. Repousamos em uma excelente opção de hotel... bastante simples, porém confortável e limpo. O tal hotel chama-se Pequenino, fica a beira da estrada, próximo do parque do caracol em Canela. No domingo pela manhã, tomamos um belo café e me organizei para descer até Igrejinha, rumando a Porto Alegre. Não havia serração alguma as 10:00 horas. A foto do pórtico fiz as 10:35, e as 11:02 parei no pedágio para fazer a foto em que ele aparece ao fundo, beber água e refletir sobre a descida. Fiz este primeiro trajeto muito rápido... em uma das descidas, deveria estar em torno de 70 km/h, por experiência, já que retirei o ODO Sigma, pq apresenta um defeito. Nesta descida me emocionei demais, adoro a velocidade, especialmente sobre a bicicleta, quase chorei de tanta alegria. Embora estivesse passeando, fiz um ritmo leve, mas contínuo com raras paradas, e subia as poucas lombas em pé, como de costume. Desta forma conseguia tornar as médias mais altas, sem ter que me esforçar muito. O objetivo não era me matar pedalando e realizando médias de um cavalo de corrida, mas sim treinar para o Audax 300 km. Almocei em Sapiranga, em um AM/PM de beira de estrada. Passei por alguns ciclistas no sentido contrário. Logo após o lanche, fiz média baixa e contínua, e devorei os km finais, passando por Novo Hamburgo e chegando a São leopoldo, onde peguei o Tremsurb. Fui muitíssimo bem recebido e orientado na estação. Nota 10 para os funcionários. Cheguei na estação Mercado pontualmente as 15:33, e rumei a casa de meus pais no bairro Teresópolis, onde cheguei as 16:04hs para "filar" um belo café com leite. Considero o treinamento bem sucedido, também valeu o passeio... Não fiz muitas fotos pq achei meio chato parar, tirar a máquina da bolsa, e refazer a inversão do processo. Também achei prudente, pois em alguns trechos havia baixo movimento. Como fiz o passeio todo sozinho, prudência torna-se uma qualidade do biker.
Texto e fotos: Roberto Furtado