quarta-feira, 12 de maio de 2010

Algumas reflexões sobre os 300 km dos voluntários

Estava a refletir sobre a prova dos voluntários e acabei percebendo que enquanto estivermos voltando, um novo grupo estaria partindo para realizar os 400 km de outro organizador. Quando a Ninki entrou em contato com os voluntários e conselheiros, fui um dos primeiros a empurrar a data para o dia 14 de maio, pois até então este seria realizado ainda ainda em abril. Não me dei conta de que esta minha recomendação poderia chegar perto de outra prova. Não que houvesse algum porém, mas por hábito evitamos a proximidades de outras provas, evitando confusão referencial. Uma outra data apontada teria sido o final de semana do dia das mães, dos dias 7, 8 e 9 de maio, porém por compromissos meus e de outros colegas votamos o dia 14. Reconheço que foi também uma alternativa para tocar a data para fente, pois desta forma haveria tempo para melhorar o preparo, definir detalhes importantes que seriam inclusive aplicados no audax 300 que ocorrerá no em 12 de junho. Para tudo há um motivo, ou não... ás vezes a gente se passa mesmo. Eu me passei nesta questão de data de evento. De qualquer forma não será problema, pois teremos poucos ciclistas no Audax dos voluntários, especialmente por se tratar de uma prova restrita a voluntários. Não podem se inscrever outros ciclistas, somente aqueles que geralmente estão ocupados com as provas. Quando os grupos estiverem em mesma localidade, estarão se cruzando em sentido contrário. Achei importante abordar esta questão para não haver conclusões precipitadas de qualquer dos grupos, já que é do meu conhecimento que muitos frequentam o blog. E para meu ponto de vista é uma pena, pois todas as atenções estarão voltadas a prova de 400 km, que é de maior distância, e tambem por possui maior número de inscritos, já que não é restrita a voluntários.
Roberto Furtado