sábado, 24 de abril de 2010

Reconstruindo mais uma GT (de Cromoly) - 4ª parte (fim)

Começo me desculpando, pois este post era para ter entrado no dia 22 de março, mas devido a diversos fatores precisei deixar de lado as fotos finais, também o término descritivo deste post. Por isto, embora esteja lendo somente hoje, considere a finalização do projeto para a data informada, e não para hoje. Hoje apenas limpamos e preparamos a bike para as fotos. Raul passou uma cera rápida e ficou atento para poeira deixada pelo pano. Segue o post detalhado...









Depois de alguns dias, chegamos ao fim de mais um projeto... A GT Oupost foi revitalizada, ressurgida das cinzas. Ao meu ver foi muito melhorada. Da versão original com trocadores simples indexados de 18 velocidades, surgiu o resultado das fotos de trocadores deore de 27 velocidades. Uma relação para asfalto das ruas de Porto Alegre, cidade que intimida pelas lombas, com subidas capazes de fazer muitos descer e empurrar suas bicicletas. Sim, tem muita lomba aqui que não se sobe, pelo menos não ciclistas mortais.
Na tarde da conclusão, Tchaka ligou e disse: "Roberto, a nave do grêmio esta pronta!" Bom, como não sou gremista e tampouco interessado em futebol, fui justificando a cor apenas por ter achado bonita. A Trek 470 mandei pintar de vermelho... então acredito que ele diga o mesmo, porém do inter. Não sei... rsrsrsrs De fato o futebol não me interessa, e tenho até um pouco de antipatia ao esporte mencionado. Não vem ao caso o motivo, mas aproveito pra dizer que o esporte tem gerado muita violência, escândalos com corrupção em resultados, etc. Me bastam os motivos e lamento por aqueles que idolatram o esporte. Fugi do assunto reconstrução da bike, voltemos.
A configuração da nave azul ficou assim:
- quadro e garfo GT Outpost;
- canote Zoom 26,8 mm;
- Guidão Zoom 25,4mm black;
- mesa Promax;
- selim Velo GT;
- cabos de câmbio GT;
- trocador dt/ts shimano SL-M530;
- cambio ts. shimano RD-M410;
- cambio dt. shimano FD-M412;
- mov. central shimanoBB-UN 26;
- cubos Fórmula cassete 9V;
- maçaneta freio vbrake promax;
- freio vbrake shimano BR-M422;
- cassete sunrace 9V;
- corrente vuelta F90 9V;
- aros Jalco double wall;
- pneus kenda kwest 26 x 1.5 black blue;
Coloquei a bike na balança e o peso aproximado foi de 11 kg.
A conclusão do projeto é logicamente muito satisfatória primeiramente pela estética da bicicleta que ficou muito boa, em seguida pela funcionalidade da mesma para cidade. Por último, foi recuperado um equipamento de deslocamento humano que não polui em nada e traz somente benefícios para o planeta num todo. Imagino que esta bicicleta esteja apta a desempenhar seu papel por mais 15 anos. Espero que este seja apenas um entre tantos projetos a finalizar. Gosto muito de fazer este tipo de trabalho, e a autonomia na escolha é algo que liberta o idealizador dos moldes, da vida urbana agitada, dos padrões atuais de bicicletas descartáveis e promove uma interação com pessoas de áreas tão diferentes. Fornecedores de peças (novas e usadas), prestadores de serviços, comerciantes de parafusos, etc. A bicicleta está disponível para interessados na compra. O link de venda esta abaixo juntamente com os links das etapas anteriores:
Especiais agradecimentos ao Tchaka e ao Raul. Ao Tchaka por montagem, ajuste... e paciência nas consultas. Também agradeço aos auxílios do Raul, bem como a cumplicidade para ajudar escolher componentes, sugerir e se fazer presente como amigo.
Montagem e Regulagem: Carlos Horn
Preparação para foto e consultoria: Raul Grossi
Projeto, fotos e texto: Roberto Furtado