domingo, 22 de novembro de 2009

Fotos da GT Transeo 1







Aproveitando a trégua da chuva que tem caído em Porto Alegre, Raul e eu, fomos ao Parque Marinha do Brasil fazer umas fotos da minha nova aquisição. Como era de se esperar, troquei todas as peças ao meu gosto. A bike deve ser como ciclista deseja, então, seguindo meus conceitos de bike inteiramente rígida para um uso urbano até um eventual touring, escolhi a versão e apliquei as peças de minha preferência, visando obter uma relação com custo benefício que não ficasse exagerada. Afinal, é pra uso urbano sem restrições... usar XT ou XTR em uma bike para esta finalidade, seria um risco a segurança, e uma subutilização do conjunto de peças. Originalmente o modelo vem com peças altus, cubo de rosca e relação 21V. Na verdade uma Transeo de largada devido ao grupo,
pois todas elas tem mesmo "frame" diferenciando-se pelo garfo e pelo conjunto de peças. O garfo rígido me atrai mais neste tipo de bicicleta, especialmente este em Cr-Mo, e o grupo de peças mais simples possibilita o custo menor para aquisição e substituição das peças, uma vez que bicicletas GT são vendidas somente completas. Encontrar somente o quadro é sinônimo de duas opções... de um comerciante que adota a postura de desmontar bikes inteiras, ou de falsificação. Como não existem modelos falsos de bikes de menor índice de venda, justamente pela baixa procura. Portanto comprar somente o quadro de uma Transeo é certeza de menor investimento. Isto se o ciclista pretende montar ao seu gosto, é claro!
O resultado achei bastante interessante... pareceu ser uma bike muito confortável, dinâmica, e funcional. Não percebi nada grave em manobrabilidade em função das distância entre eixos pequena.
A maior parte das peças aplicadas foram de grupo Shimano Alívio, algumas exceções ao pedevela, e rodas. As rodas eu possuíra, com baixa km em casa, aproveitei. Fiz apenas 300-400 km com estas rodas, cubos Shimano RSX para 8 ou 9V, aros Alex rims, raios inox, pneus Kenda. O pedevela é um acera 2009, de coroas substituíveis... e troquei a coroa original por uma maior com 48 dentes, deixando a relação mais longa para descidas e estrada.
Agora é testar para ver se haverá possibilidade de um Audax, de um uso urbano frequente, etc
Fotos e texto: Roberto Furtado