quarta-feira, 10 de junho de 2009

Considerações para cicloturismo - Rodas

O cicloturismo é uma febre que esta atingindo muitos bikers. Hoje, se percebe mais as caracteristicas de cicloturismo em algumas bikes, mesmo que sejam usadas somente na cidade. Acho que isto se deve ao foto do conforto, e de outras questões relacionadas as bikes tidas como bikes de cicloturismo. O cicloturismo define uma bike forte, confortável, confiável, capaz de receber acessórios como bagageiros, faróis, e mais alguns recursos indispensáveis. Um bom par de rodas é algo muito importante, e a escolha destes rodados pode estar ligado ao restante do conjunto. Depois de muito pensar, pesquisar, deduzi que as melhores opções de cubos são os que possuirem 32 ou 36 furos, nada de rodas com número reduzidos de raios. Rodas com menos raios, geralmente são mais sucetíveis a empenamentos, nada desejável em uma jornada de média ou longa distância. Muitos dos trajetos e lugares visitados não possuem uma bicicletaria, imagine então bicicletarias com raios específicos, como estes de 20 ou 24 furos, por exemplo. Raios de boa qualidade são tão importantes quanto o número destes... eles devem suportar a fadiga da melhor forma possível. Raios fadigados na estrada podem representar o empenamento da roda, e prejudicar a performance dos freios (para v-brake e cantilever), além de causar mais esforço ao ciclista. Uma vez que o freio seja igualmente importante na escolha das rodas, é necessário pensar se a melhor opção pra você é um vbrake ou um freio a disco, pois freios a discos não perdem regulagem com danos no rodado, e talvez aos mais desinteressados na mecânica esta seja uma ótima opção.
Devemos ser práticos, então optemos por rodas com mais raios e raios fortes. Um aro resistente é também importante, nada de aros super leves, para provas... trajetos onde não faltam buracos, ou trechos de chão batido, devem ser enfrentados com aros fortes, que resistam a pancadas sem deformações. Os pneus, os melhores "amigos" dos aros, devem ser maiores... nada de pneus finos, pois pneus finos devem ter mais pressão, e pneus com mais pressão também furam mais. Pneus com garras segmentadas são uma boa opção, pois seguram menos a pedalada, furam menos, e absorvem de melhor maneira as imperfeições do pavimento. No fim percebe-se que uma coisa leva a outra, evidenciando a importância do cicloturista ser um ótimo estrategista, pensando na sua bike como maior bem.
Realmente há muito detalhe para ser considerado na escolha e montagem das rodas. Rodas fortes são uma oportunidade de uma viagem mais tranquila.

Roberto Furtado