domingo, 28 de junho de 2009

Caminho dos Parques de Porto Alegre

Domingo de sol e céu azul, felizmente nada para fazer... Decidi lavar a bike, tirar o grosso de sujeira que se acumulava no pedevela e em cima da caixa de centro. O quadro já estava "engordurado" dos respingos da corrente, devido a dois passeios que fiz na chuva. A poluição dos carros também realçava manchas na pintura da "bici'. Retirei o pedevela pra facilitar a limpeza de cantinhos, com o auxílio de um pincel, limpei dentes das engrenagens... uma esponja macia serviu muito bem para limpar a pintura. Lembrando que não devemos esfregar nada com força, pois um pequeno grão de areia poderia riscar as peças ou o quadro. Depois de enxaguada, deixei a bike secar ao sol, e em seguida a lubrifiquei. Notavelmente é muito mais lega de ver a bike limpa, rejuvenescida, pronta para o uso. Sem amigos ou conhecidos para pedalar, pois alguns tinham compromissos, resolvi sair de casa para realizar o caminho dos parques de POA. Me desloquei até a Usina Gasômetro. Muita gente saiu para as ruas para aproveitar o solzinho. Em seguida, me dirigi ao início do caminho dos parques, passando pela redenção, e rumando ao Parcão. Fiz todo trajeto, mas fiquei bastante chateado durante o trajeto. Os Porto Alegrenses não respeitam a ciclovia de domingo, estacionam veículos em cima da ciclovia. E a prefeitura não esta dando a mínima, nem para os carros que estacionam em cima da via, nem para a manutenção da mesma. Tudo desbotado, apagado pelo tempo e pelo rodar dos pneus. Ninguém respeita a ciclovia... veículos estacionados ou em movimento, todos por cima da via que funciona somente no domingo. Legalmente há de se cumprir um direito e dever... neste caso, ciclista que por azar ou imprudência, atropelar um pedestre na calçada, vai ser punido pq na via há espaço determinado para trafegar. Incoerências deste trânsito maluco... se as autoridades dão sua comprovação de descaso, como cobrar de motoristas e ciclistas? Cheguei em casa e conclui que na ciclovia "caminho dos parques", não andarei mais...Pelo menos valeu para fazer o post, e para sentir a bike devidamente limpa.

Roberto Furtado