quarta-feira, 29 de abril de 2009

Registrando e eternizando um Audax...


Estava pensando que muitos Audaxiosos colegas poderiam ter interesse nas fotos. Também sou audaxioso, nem tão experiente como alguns, pois fiz apenas dois audax de 200 km e um audax de 300 km. Acredito que para ter olhos, cabeça e coração de audax, basta fazer uma vez, pois é vivida uma experiência única. Realizar o audax por sucessivas vezes faz o biker mais experiente, e também um "devorador" de km. O Audaxioso talvez nem perceba se não refletir, mas depois de fazer um audax... qualquer passeiozinho de 50 km é como fazer caminhada na praça. Distâncias de 50, 60, 70 km passam a ser uma barbada para o audaxioso. Nas provas em que realizei como participante, sem desmerecer ou focar qualquer organizador, não tive fotos de boa qualidade para uma recordação, o que me deixa com uma falta quando penso nas provas passadas. Toda crítica deve ser ouvida, e se possível reparada com solução. Nunca devemos deixar de estar abertos ao novo, a novos raciocínios e conclusões, pq crescer faz parte do jogo. O ciclista é um ser grandioso, e isto falarei mais tarde em nova oportunidade.
As fotos deste Audax 300 km do dia 25.04.2009, em quantidade e qualidade podem ser muito superiores... faltou estratégia no que diz respeito aos pontos, horários, e quantidade de fotógrafos. Se eu fosse 3 ao mesmo tempo, teria feito muito melhor... o tempo perdido entre pontos é um grande problema. Havendo outros fotógrafos, se solucionam problemas de deslocamento e de oportunidades, pois uma boa foto acontece num segundo, e depois deixa de ser especial. O momento é tudo! A idéia que estamos formando para um próximo evento é organizar, traçar os pontos estratégicos, para que desta forma, além de fotos registro, tenhamos também fotos artísticas no evento. A diferença entre ambas é totalmente relacionada a sensibilidade do fotógrafo, e uma foto que traz mais informações de um evento tem muito mais valor do que um mero registro. O Audaxioso vai ter a oportunidade de se ver em uma foto. Parte da foto cabe ao cenário por onde ele passou, deixando de ser um retrato, mas uma história. Pode parecer um pouco complicado de se entender, mas garanto que tais diferenças e sensações existem. Provo esta diferenças logo abaixo comparando duas fotos de um mesmo biker. A primeira foto é um registro do colega na estrada, e a segunda foto conta a história de um momento deste colega.



Ambas são desejáveis pelo participante. As fotos contam descrevem detalhamentos diferentes. Nossa idéia é ter pelo menos 4 a 5 boas fotos de cada ciclista, e desta forma poderemos dar opção para que ele escolha. Sabendo que teremos em média mais de 130 inscritos em um Audax 200 km, chegaremos a um número de arquivo de 650 fotos em 3 pontos diferentes. É um trabalho que exige tempo (tempo de prova + estudo dos pontos estratégicos), dedicação, atenção e organização de uma equipe. Sim, é trabalhoso... mas nós, Audaxiosos, merecemos!
Roberto Furtado