domingo, 19 de abril de 2009

Conclusão do Audax 300 km POA 17.04.2009

Roberto, Sandra, Marciano, Gelson, Klaus e Esther


Raul, grande parceiro, fez o apoio moral e as fotos da chegada


Ewerton veio fazer o apoio moral


Marciano, muitas brincadeiras! rsrsrs


Eu e o amigo Gelson na chegada

É díficil precisar o que mais valorizei nesta prova de 300 km. O Audax de 300 km de POA, iniciado no dia 17.04.2009, foi uma experiência que lembrarei com muito carinho. Um parceiro fundamental nesta empreitada foi Gelson Cecatto. Na verdade eu estava quase desistindo de me inscrever quando o Gelson insistiu na inscrição e "exigindo" a cumplicidade de biker. Se não fosse ele, muito provável que eu não tivesse realizado esta prova que me trouxe muita realização. A prova foi fácil sob alguns aspectos, mas por outro lado houveram grandes dificuldades. Gostaria de viver novamente uma experiência destas, embora eu tivesse dito que até venderia a bike após a conclusão. Uma brincadeira, pois esta bike ficou sem preço para mim... a TREKzinha 820 jamais sairá da minha cabeça, mesmo que eu já tenha tido mais de 20 bicicletas de boa qualidade.
Os amigos Raul e Ewerton também foram grandes incentivadores... estiveram presentes na concentração de prova e na chegada. Ambos provam que "viver bicicleta" é uma forma de fazer bons amigos, pois fora nesta vida que os encontrei. Poderíamos dizer que "o acaso junta as pessoas" ou que "nada é por acaso", mas escolhi a bike para ser presente na minha vida, e estas pessoas também. No fim não falamos de acaso, mas de afinidade por uma mesma maravilha, a bike!
A organização foi muito boa, houve atenção e interesse por parte dos organizadores, e simpatia. Houve de tudo na medida certa, faltando apenas as fotos de qualidade, as quais reclamei na prova de 200 km. Nem tudo é possível, afinal, não pensamos todos iguais, e cada um sabe como pretende e o que fazer. Eu gostaria de fotos profissionais, mas fiquei bastante satisfeito com as fotos da chegada, feitas pelo amigo Raul.
A prova teve extremos... do frio umido da noite ao calor intenso da tarde de sábado. Foram as dezessete horas e meia de pedal mais inesquecíveis de minha vida, devo isto aos organizadores, aos amigos e a família por conceder este desejo.

Ao fim, digo a todos... Façam o mesmo, pois o dia seguinte é sensacional, foi quando caiu a ficha!

Texto: Roberto Furtado

Fotos: Raul Grossi