sexta-feira, 20 de março de 2009

Grupo de Pedal de Porto Alegre - acidente no passeio noturno

Na última quarta feira, dia 18 deste março, saiu o passeio noturno, como de costume. O passeio teve ritmo forte, subidas e parte do trajeto foi escuro. Contrariando o padrão normal e estabelecido para passeios de quarta feira, o pedal noturno teve fim deságradável... no mínimo. Um dos participantes, Artur, caiu em uma descida onde no asfalto havia areia. O resultado foi de algumas fraturas, esfoliações e queimaduras pelo atrito com o asfalto. Felizmente, ao que parece, o colega teve ferimentos que em pouco tempo estarão curados. Artur esqueceu o capacete e estava em uma speed. Foi lamentável que ele tenha se machudado desta forma, e que tenha esquecido o capacete. O acidente poderia ter dimensões maiores, e o capacete poderia ter sido mais importante. Parece que houve uma fratura da face, mas não sei detalhes e também não sei dizer se o uso do capacete evitaria. É por estas e por outras que o uso de bikes speed como bike de passeio noturno se torna um problema. Bikes de velocidade possuem pneus muito finos, alta pressão nos pneus, e uma grande capacidade de atingir altas velocidades em descidas. O "problema" de uma speed, como o uso indevido, é que ela passa ser um veículo com pouco controle na medida em que ganha velocidade. Os pneus por serem finos possuem pequena zona de contato com o solo, sendo menor esta área de contato, menor será a capacidade de frenagem desta bicicleta. O pneu de speed, devido a grande pressão, geralmente não esvazia, ele estoura... sendo praticamente impossível controlar a bicicleta em grandes velocidades com o aro encostado no chão. Por estas e por outras devemos aprender com os erros dos amigos e dos colegas, e alertar alguém que estiver ao lado. O passeio é pra ser divertido, mas prudência é importante para que o mesmo termine de forma saudável. Não podemos dizer que foi culpa... foi um acidente, mas acidentes podem sim ser evitados, ou estatisticamente reduzidos.
Uma outra questão que tenho presenciado e que me preocupa, é o fato de haverem sempre novos integrantes que desconhecem questões de segurança, e questões relativas ao grupo. É importante que a bicicleta esteja de acordo com o biker, que tenha um mínimo de qualidade, e que esteja perfeitamente ajustada. Bikes com freios ineficientes são um perigo para o ciclista e para os colegas que andam perto... uma responsabilidade que afeta colegas que tem bikes de boa qualidade e que são responsáveis. Ser responsável é:

- ter e manter a bike de qualidade em boas condições;
- usar capacete, pisca-pisca e farol, colete refletivo e outros equipamentos;
- andar de acordo com a legislação de trânsito;
- não fazer fila tripla, mesmo que estejamos em vias largas;
- não desenvolver grandes velocidades em descidas e manter-se afastado de "lunáticos";
- orientar colegas novos;
- informar o telefone a outro colega antes de iniciar o passeio (para avisar familiares);
- andar com um documento de identificação;
- não desgarrar-se do grupo sem avisar alguém.

E por aí segue... sensibilidade serve para perceber problemas e levantar alternativas que solucionam questões de segurança em passeios, sejam noturnos ou diurnos.
Abaixo, segue o link do grupo:

http://www.poabikers.com.br/poabikers/principal/

Por hora, só o que podemos fazer e ter cuidado. Tomara que o Artur se recupere rapidamente, e que este fato não ocorra novamente com ele e com outros ciclistas.

Roberto Furtado