quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Nostalgia em bikes speed ou superioridade em qualidade?

Quando era adolescente, vivi a época que considerei a melhor "era" das speed. Bikes de cromoly, trocadores fixos no quadro (era o começo da indexagem de qualidade), cubos com cassete de 7 ou 8 velocidades. Olhava alguns modelos e ficava deslumbrado, como algumas trek, specialized, e marcas européias (Bernardi, Pinarello, dentre outras lindas e velozes). As vezes acho que a sociedade fez mudança nas bicicletas, com seus conceitos destrutivos e incoerentes. Hoje vivemos em meio a lixos de alumino e plástico, bikes e componentes que não tem durabilidade. Não como os antigos grupos, que mesmos sendo básicos, possuiam grande qualidade. A exemplo do grupo exage em speed, que é comum ver estes rodando com a maior serenidade do mundo, como se fossem feitos ontem... peças com 10-15 anos, melhor e mais duráveis que alguns grupos atuais, como shimano sora outros também da shimano. Notável que naquele tempo, a maioria das peças eram japonesas, e hoje são coreanas, chinesas, e coisas do gênero, onde a mão de obra infantil é pesada. Não adentro neste assunto para não parecer pessimista, mas lugar de criança é andando de bicicleta, e não fazendo produtos para o mundo capitalista ocidental. Não sou comunista ou simpatizante de semelhantes posições, muito menos político, apenas acho o crime dos crimes colocar uma criança no trabalho como fazem os chineses e outros países. Me considero livre de preconceitos, portanto não pense algo a meu respeito, sem me dar chance de responder. O assunto se desvia, e geraria uma séria de confusões. Apenas faço citação ao trabalho das crianças... nada mais.
Voltando ao assunto, consegui com dificuldade, encontrar dois jogos de cambio Exage, da shimano. Os grupos estavam em bikes speed abandonadas pelos proprietários, hoje, desinteressados. A aquisição teve baixo custo, pois precisei comprar as bikes inteiras (embora hovessem peças danificadas). As coroas, fabricadas em aço inox, estavam perfeitas, talvez pela baixa km das bicicletas, mas acredito na qualidade das mesmas. Não tenho dúvidas que o peso dseja maior, mas a durabilidade deve superar em 5 ou 6 vezes uma coroa de aluminio da atualidade.
Fica o registro desta aquisição... assim que eu conseguir montar uma bike reformada, vou aplicar estas peças, e veremos o desempenho da mesma.

Roberto Furtado