domingo, 2 de novembro de 2008

Limpando a corrente

Não há nada melhor para uma perfeita limpeza da corrente... do que a remoção da mesma. Utilizo uma lata de metal com solvente. Pode também ser gasolina, diesel ou outro agente que se misture perfeitamente ao lubrificante usado na corrente. Após retirar a corrente, coloque-a imersa no solvente da lata. A polaridade similar entre lubrificante da corrente e seu removedor, fará a solubilização gradual do lubrificante sujo... e com esta remoção, desprendendo também a areia e outros abrasivos da querida corrente. É importante usar um solvente não agressivo aos metais da corrente. Após a limpeza, podes deixar a mesma ao sol para evaporação dos restos de solvente, e quando a mesma estiver seca, agite-a... facilitando o desprendimento de de algum abrasivo que sobra. Aproveitando a oportunidade de uma corrente limpa, aproveite para limpar as coroas do pe-de-vela, do pinhão e das roldanas do cambio traseiro. Não faria sentido algum limpar somente a corrente, pois as demais peças que se tocam no funcionamento da bike, passariam os residuos abrasivos para a corrente que acabara de ser limpa.
Contribuindo para não criar um problema ecológico, recomendo a reutilização do solvente por mais algumas operações de limpeza. Não há como determinar um número de reaproveitamentos, pois dependerá do uso de cada bicicleta e onde a mesma roda. Ambientes mais empoeirados exigem manutenção mais frequentes e mais substituições do líquido solvente. Vcê pode esperar a decantação dos abrasivos no fundo da lata, retirando manualmente o líquido mais limpo, presente nos primeiros 3/4 da lata (mais acima). O restante pode ser descartado em postos de gasolina, sem custos. Existem muitos relatos na rede, sobre métodos, períodos, e citações sobre a manutenção da bike. Mesmo sendo vedade que há muita baboseira e frescura... notável e sugerida por usuários que não realizam a própria manutenção de suas bikes, porém é claro que hão comentários uteis e funcionais. Vale refletir sobre eles, garantindo sua evolução para com esta que sempre lhe dá alegrias... a Bike!