quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Para não perder o foco do blog... Fadiga dos Materiais!

Fadiga em torno da solda

Para não perder o foco do blog, que é transmitir ou incentivar o conhecimento em assuntos relacionados, sigo a caminhada fazendo um esclarecimento sobre um dos fenômenos mais comuns em quadros de bicicleta. Raramente se perde uma bicicleta por fadiga, pq a quem houver interesse, sempre há uma solução. Um torneiro com conhecimento em solda, ou uma casa especializada em soldagens pode resolver isto. Não acredito que seja vantajoso recuperar um quadro de aluminio cujo valor fique em torno de 300-500 reais, mas em quadros de grande valor agregado, como os aplicados em downhill, isto passa a ser uma alternativa.
O conceito de fadiga é bastante simples. Os materiais, quando formadores de estruturas e submetidos a esforços cíclicos, apresentam um trabalho interno. O trabalho destas estruturas (o frame ou quadro das bikes), altera a estrutura molecular do material em que são fabricadas as bicicletas. Movem-se sensivelmente os planos atômicos, de forma a gerar um pequeno "defeito" inicial. O defeito provocado se propaga, aumentando continuamente desde o surgimento. O crescimento do defeito é inevitável, ele aumetará com o uso, com o trabalho do quadro. A fadiga é muito mais comum em ligas como o Aluminio, mas ocorre também na maioria dos metais, inclusive no aço (que é um metal muito flexível). Uma grande questão, e que minimiza o problema da fadiga, é a qualidade do processo construtivo do projeto e dos processos de soldagem e recozimento do material, aliviando tensões internas e produzindo um conjunto de "dureza" mais homogenea. Desta forma, o trabalho exercido sobre o frame se distribui ao longo do mesmo, aumentando a vida útil desta estrutura. Existem ainda, fatores agravantes para contribuição do processo de fadiga. Para melhor entendimento, recomendo que os interessados busquem informações sobre o problema e entendam o que causa a fadiga. Muitos pensam que a trombada de ontem ocasionou a trinca, o que não é verdade. A trinca de hoje, as vezes, começou a 2 anos atrás. A fadiga é um fenômeno oculto, ocorre de dentro para fora no material. O caso da imagem, é um clásico, falta de tratamento pós soldagem, ou a ineficiência deste processo pós soldagem. Retirei a imagem do link abaixo. Visite o forum BTT.

  
Roberto Furtado