quarta-feira, 4 de março de 2015

Um pneu que agrade... os pneus 26 estão sumindo!

Roberto Furtado, 2012.
Na sexta feira fui pegar a Giant Sedona e a encontrei com o pneu no chão... estava usando pneus Tioga, antigos, da década de 90. Evidentemente estavam rachados, mas eu e o Tchaka acreditamos que dava pra rodar um pouco com eles com a intenção de tentar avaliar os pneus antigos. Fiz vários pedais com estes pneus. Então, apareceu o traseiro vazio... tentei encher sem remover do aro, mas nem ameaça encher de ar. Então vi que o lado do pneu estava estourado... estourou sozinho, parado em casa com 60 psi. Ali, percebi a grande burrada que fiz ao usar aqueles pneus. Eles poderiam ter estourado numa descida e certamente, teria eu caído por algum lugar da ruas de Porto Alegre. 
Agora estou procurando por substitutos... acho que vou colocar pneus maiores, pois gosto do conforto. Alguma coisa tipo 26 x 2.1, mas o problema agora é achar os tais pneus. Não estou achando... o motivo é claro, não tem mais ciclistas interessados em pneus 26 de boa qualidade. Os pneus bons estão ficando nas bicicletas de 27,5 e 29". Seria o fim da era 26", ou é apenas temporário?
Me parece meio ridículo esquecer os ciclistas de 26", não?

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Ciclistas protestam pelados... alguns quase pelados!


Bom, não poderia deixar em branco... é preciso falar, escrever, fotografar! Afinal, teve ciclista que tirou a roupa pra isto. Fui fotografar e mandei as imagens para uma agência que vende meu trabalho. Acho que me empenhei em expressar a questão sem explorar o nu, como vi alguns fazendo. 
Já falei a respeito de quanto vale sua pressa em relação a vida? Sim, falei aqui em postagem recente. 
Sinceramente, não entendo muito bem a questão do nu com a bicicleta, mas respeito. Acho que o último degrau para ganhar a atenção é este, não sei se funciona, mas acredito que para os ciclistas em questão, sim! Sim, eles acreditam... eu ouvi isto de uma menina que deu entrevista para uma das emissoras, não estou inventando. Aconteceu outras vezes de pedalarem pelados, mas evidentemente que de dia a qualidade fica melhor... explora mais também o nu. Esta foi uma boa oportunidade, pq não fica tão nítido. Os ciclistas pelados são uma fração importante, de alguns, que querem alguma coisa mais da sociedade. Certo que todos pensam desta forma... de outra maneira, não estariam assim. Respeitemos... Sua pressa vale uma vida? 
As imagens podem ser encontradas na Raw Image, aqui de Porto Alegre. Uma agência nova, para quem estou começando o trabalho, já que antes, fazia através de uma agência de SP.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

4 anos de prisioneiros sentimentos... a Massa patrolada por Golf preto!


     Quantas? Afinal, quantas vidas vale sua pressa? Neste momento falamos de mais de 20 vidas que felizmente não se foram, mas que serviram de força nesta luta da bicicleta no trânsito. Aos que se machucaram, lamentamos. Também comemoramos pq ninguém morreu. O ato violento de Ricardo Neis é algo injustificável... provocado ou não, ninguém pode, em hipótese alguma, acelerar e mirar o carro sobre seres humanos. 
Já se foram quatro anos desde o incidente... a justiça tarda, se arrasta, talvez tenha seus motivos... a quem espera, não importa! Diga para os esfolados, e lesados... bicicletas e corpos destruídos, muito mais que isto, sentimentos amassados por violência desmedida. Quem engole esta? Ora, toma pra ti se discorda! A Massa isto, a Massa aquilo... onde esta, afinal, o direito de "patrolar" as pessoas. Há, para quem esquece, o lembrete que todo ciclista tem uma família, um amor, um sonho. Temos, todos, amores em espera em nossos lares. E... quantas vidas vale a pressa de quem não suporta uma manifestação? Quantas vc pode engolir e assumir como responsável motorista? A quem diga, que um bom coração quando envolvido em acidente de trânsito com vítimas fatais, jamais sobrevive feliz depois de ser responsabilizado pelo fim de uma vida. A quem diga que a vida encerrada é o peso que o motorista carrega até o fim dos dias... eu acho que é verdade, quando o coração é bom, acredito! Sou motorista, sou jornalista, sou sonhador de ideais que jamais se planificarão, mas espero que nunca me torne autor de um acidente, farei tudo por isto! Afinal, quanto vale tua vida vivente? Quanto ela vale para mim, para teus amores, para quem tu espera chegar em casa de uma jornada de bicicleta? Lembra sempre, teu irmão, pai, mãe, filho, primo, neto, etc pode estar nas ruas, neste momento. Dirija com cuidado... peça por justiça, mas acima de tudo, previna! Pq lamentar é uma resultante da irreversível situação do caos de carros e bicicletas. Roda pra frente...

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

As imagens da 1ª etapa do Campeonato Gaúcho de Downhill 2015




    O campeonato começou com gás total, exceto pela ausência de alguns de nossos grandes pilotos que estavam na Escadaria de Santos 2015. Mesmo com a falta de alguns colegas, o campeonato seguiu forte, com pista escorregadia e técnica. Difícil mesmo! 
O Ninho das Águias é tudo aquilo que a gente conhece e que muitos falam. É um climão especial, um local perfeito para reunir a galera e relaxar. Quem chegou cedo no Ninho, teve esta visão da imagem ao alto. As nuvens transformaram o pico em uma ilha... coisa divina mesmo! 
Muito embora estivesse apenas no dia de treino e qualify, vi que nem o chuvisco do meio da tarde estragou nossa cobertura fotográfica. Produzi bastante na manhã, quando havia este céu azul que só ajuda. Gostaria de dar um pequeno destaque... Gabriel Lanfredi achou um dindin de alguém, foi até a organização e entregou o valor a Federação. Isto é comum no meio onde temos bons meninos, mas sabemos que algumas vezes algumas coisas desaparecem. Lanfredi, o filho, entregou o valor pq sabia que era o certo a fazer. Alguém na pista, encontrou Gabriel e disse: "Cara, parabéns pela iniciativa correta!"
Evidente que Gabriel sabia que era o certo, todos nós sabemos! Quantos de nós o fazem? Eu espero que isto se repita muitas vezes e que aqueles que não o fazem, tal correto, mudem de comportamento ou deixem este meio. Nós precisamos de postura exemplar... só assim a gente melhora o mundo. "O certo é o certo, né Gabi?"Abraços pra todo mundo! 

"Gabriel, escolhe uma boa foto... é presente pra ti! Tu mereceu... é pouco, mas é o melhor prêmio que posso oferecer! abs do Andarilho"

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Não é fácil... é bom e divertido!


 Neste momento... 5 horas da manhã e eu junto tudo e tomo um cafézinho pra deitar o cabelo para o Ninho das Águias. Hoje temos os treinos e qualify do DH da primeira etapa do campeonato gaúcho. Coisa boa... juntar toda galera, uma pena, apenas, que alguns de nossos amigos estejam nas escadarias de Santos. Uma pena pq matar a saudade de alguns ficará para a próxima etapa, mas pela diversão, sabemos que todos nós vamos dar boas risadas, independente de onde estivermos. Nós nos juntamos para isto, para aprender e para nos divertir... tá valendo!
É muito difícil conciliar a vida com tudo que temos... família, trabalho, diversão, mais trabalho. É difícil, mas é muito bom. A gente vai tocando em frente, vai vendo que é gratificante, e quando olha para trás percebe que se foram muitas descidas de DH, muitos kms de audax, muitas etapas, muitas provas, milhares de fotografias... e vc lembra dos rostos, dos sorrisos, e de tudo que vale cada gota de suor. Alguém me perguntou como era fazer tudo... e eu disse que era muito melhor do que não fazer nada, automático, divertido, compensador!
Muitas vezes tenho a impressão de que fiz muito mais do que podia... e possivelmente, no assunto bicicleta, tenho mais imagens e km rodados do que meus colegas. Isto pq não tive medo de fazer, nem preguiça, nem receio... Bom, medo eu confesso que sempre tive, medo de perder tudo isto. Eu já fiz tanta coisa que perdi as contas... quem me vê somente nas provas de DH ou qualquer outra modalidade individualmente, não imagina que estamos no batente a semana toda, todos os finais de semana. Acredite, todo final de semana tem alguma coisa com bicicleta e se não bicicleta, a gente arruma outra coisa pra fazer... pq não dá pra ficar parado. Eu fico entediado se ficar parado! Eu já fotografei muita coisa estranha, muita estrada com personagem que representa a bicicleta. Uns voam, outros deslizam, outros sonham... todos sobre bicicletas especializadas, de corpo presente ou sonho. Dormindo ou acordado, com bicicleta, só pode ser sonho! Meu apelo da vez é pela segurança... todo mundo, sempre atento a segurança. Na estrada do caminho pra lá estar, nas pistas, nas considerações, nas oportunidades todas! Se é fácil, não é... nem pra mim, nem pra ti, porque nós acordamos cedo pra fazer da vida algo mais. E eu vou lembrar... pode não ser fácil, mas é muito divertido. Eu tô de coração tranquilo, fiz tudo que pude, se um dia tropecei em algo, levantei, refleti, aprendi, ensinei, ajudei, recordei e agora sigo contigo. Tu vai ser minha lembrança, eu a tua, e a resenha disto se identifica pela palavra amizade! Roda pra frente... Te vejo logo ali.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Andarilhando por Porto Alegre... de Bike! 2ª parte




      Comecei tarde e me dei mal no passeio de POA... não levei fé que a chuva iria engrossar, mas choveu bem! Contudo, fiz um pequeno trajeto. Algumas fotos fiz no caminho antes de chover... e na volta tive oportunidade de retratar esta espuma que os automóveis promovem. Certa vez me disseram que isto é a mistura de água com óleo, que forma esta "espuma" branca sobre o asfalto. Não sei ao certo, mas acho que é possível. Olha só a poluição que os automóveis realizam... dentre outras que a gente conhece. Imagina quantos são os problemas decorrentes disto... será que vale a pena?
Para quem não conhece, as três imagens são do Bairro Teresópolis. Sendo a primeira em direção a zona norte, a segunda em direção a zona sul e a última em frente ao patronato. Era isto... não foi bem sucedido o passeio nesta terça feira. Chuva esta no caminho do ciclista, nem sempre é dia de pedal!